sábado, 24 de setembro de 2011

banqueteia





Como então
das migalhas da tua mesa
Caídas
Mas como perto de ti
e comes perto de mim...

Eu debaixo da mesa
Banquete Certeza!

E que me importa
Se não me cabe á mesa deles comigo,
Se tenho eu mesa contigo.
Tu em mesa comigo!

No bom bocado
Do teu prato repartido,
Eu
Por tuas mãos servido...
Eu debaixo da mesa
Poes-me mesa contigo
Tú em teu posto convido,
Eu no banquete contigo.


Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário