domingo, 30 de outubro de 2011

Zaqueu, eu ?




Vivi
Mil vidas roubadas
E nenhuma
Delas
Foi propriamente minha!

Será que posso viver minha vida agora?
Chegou a minha vez?

Finalmente!

Demorou!

Eu pensei que você não viesse mais...

Tinha uma multidão antes de mim, tive de subir num Sicômoro pra enxergar melhor,
mas eu vi o que vi,
eis-me aqui.



Marcos

nos olhos do medo


... quando o medo passa,
a gente descobre que o balanço era seguro
e a gente não balançou.

Que a escada era rolante
e a gente não subiu,

que o fruto estava maduro
e a gente não pegou...

Quanto medo eu tive de perder
e não perdi,

Decidi,

Não vou morrer de medo de existir

Vou viver

e o medo que morra de medo de mim...



Marcos
madrugada de outubro quase novembro...

sábado, 29 de outubro de 2011

Eu Moisés ?




Eu mesmo
Guardado dentro de um cesto
em segredo
no ventre do peixe,

Mas não era num cesto?

Não era segredo?

Lembro-me
que tinham muitos cestos
peixes e pão multiplicado...

Vou tirar o menino das águas
e o devolver á sua mãe,
é o que eu vou fazer!


Ele de novo me levou pela mão para dentro da Palavra!

E me devolveu á ela...Vivo!


Marcos Moisés

Reflexo



Se não 
houvesse
em mim
esse Rio caldaloso
Escandaloso 
barulhento no rugir de muitas águas
agitadas ondas imprevisíveis da minha vida...

Se não fosse o Rio
eu seria por certo uma poça pequena
água refletida de sol dentro de si mesma...

Pois quando vejo no Caminho 
uma poça, 
não vejo o escuro da alma
vejo refletida a luz da minha vida.
Luz da Vida!


Marcos

Clamor de mãe,





Tirai-o das águas,
é o meu menino...
!

Guardai-o no Caminho 
das muitas águas do Rio...

Trazei-o á salvo
das muitas águas 
em que esteve guardado...


Parece um mar... 
Mas não era um rio?
Onde está o meu menino?



Marcos

Venha ver,



Permanece a alegria
Mesmo quando todos

se vão...
Você fica.


Já te contei que as árvores estão derramando flores no Caminho?

Vem,
Ver  }



Marcos

Lapis de cor



Melhor 
depender 
dessa tua alegria,
essa mesma que te foi dada
de graça
 na graça

contida na própria-graça
vive tu na Graça.


até por que 
sem sombra de dúvida 
nenhuma,
Tua alegria não te será tirada.

Que outra graça teria pra te ser dada?






Marcos

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Feito e refeito




                                                                                     "Todos os dias
quando acordo
não tenho mais o tempo que passou...
Mas temos muito tempo...
Temos todo o tempo do mundo.
Não temos tempo a perder!"


Todos os dias
a vida se renova encimesmada e me alcança
decidida a avançar atropelada
e eu me alcanço
apreçado...

Preciso de tempo para refazer minhas ideias
Espera,

me dá um minuto que seja
sem contar o tempo no tempo
cede um pouco comigo...
                                                                              "O tempo não para
                                                                      e não dá  um segundo..."

Areia caindo na ampulheta de vidro
vejo o tempo passar e me aborreço
depois esqueço...

Logo percebo no tempo
que tudo se fez e refez demorado
Bem Feito
me dando tempo-desfecho
desfolhar e folhar outra vez renovado
florescer e frutificar o refeito
me secar e brotar outros galhos
Vou sendo feito no tempo
num contributo de tempo perfeito...


Marcos


Visível


Penso
que é visível
o que eu sinto
sobre esse assunto
Basta você olhar e ver
nos meus olhos
quando fala comigo
...
Olhos nos olhos comigo.

E
Meus olhos contam
tudo o que eu sinto,
Perigo!


Marcos

equilíbrio



Fico pensando
no quanto de equilíbrio eu preciso manter
o quanto é preciso
Equilíbrio...

Ás vezes
viro tudo de cabeça pra baixo,
ás vezes
só por que quero mudar um pouco
o meu ritmo e
o modo de ver as coisas e
perceber o meu mundo...
Então no reverso
quero as coisas direitas
Endireitadas
Inteiras
Inteiradas
Postas de ponta cabeça no meu mundo
de cabeça pra baixo.
O que fica igual com o que?


Marcos

volta




 

Entreguei-o
ao Mar
mas o Mar
o que não era dele
me entregou de volta
e me
Devolveu a mim
...


Marcos

constatação



Eu
descobri tristemente
que poderei viver sem você
Porque vi que você facilmente
pode viver sem mim...

Viver pra mim?
Vou viver,
Sem você
Pra mim...



Marcos

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Teu riso minha alegria



Alegria
Me dá um sorriso
Há dias não te vejo num sorriso
Me ilumina
o Coração e a Vida
Teu riso
Minha alegria
Te espero todo dia
Meu riso
minha alegria
Tua alegria se completa no meu riso
Não me deixe triste
Sem teu riso
Tua alegria...

Quem por último se põe num riso
Ri melhor
Ri com mais força de alegria,
Ainda vou te rir de novo...
No meu ultimo riso melhor do que o primeiro.


Marcos

vida de sonho





minha vida real é um sonho que se realizou!


Marcos

LIVROS ATÉ NO TETO



Se as prateleiras comuns ficaram pequenas para guardar todos os livros, aproveite esta ideia e ganhe mais espaço. Na proposta da arquiteta Isabela Saramago, a estante ocupa a parede e ainda invade parte do teto, formando um “L”. Uma barra de alumínio pintada segura os livros. Neste projeto, a estante ocupa 10 m² e suporta até 200 livros”, explica a autora.

Revista Casa & Jardim

O MÓVEL VIROU BANCADA




 Ainda no ambiente criado pela Imagina!, uma outra boa dica: a antiga escrivaninha virou uma bancada esperta, com direito a cooktop e horta. “Esta adaptação pode ser feita com qualquer móvel, desde que respeite as medidas necessárias para embutir o fogão. Também é importante pensar na ergonomia, na hora de cozinhar. Quanto à horta, basta colocar os vasinhos dentro da gaveta. Assim, os temperos ficam próximos às panelas”, conta o arquiteto Felipe Torres.


Revista Casa & Jardim

PUFES DIFERENTES


Uma ótima solução para quem costuma receber visitas é ter assentos curingas para acomodar a todos. No ambiente assinado por Celina Mello Franco e Rosa Vreuls, as latas viram pufes e cumprem muito bem esse papel. Dá para se inspirar e fazer em casa, mas as que foram utilizadas no projeto vêm prontas e são da Corporação de Ofícios. “Nossa proposta privilegia o relacionamento entre as pessoas”, diz Celina


Revista Casa & Jardim

Gideão



Se com essa
chuvarada
e solo quente
e se
ele aceitou as
sementes
então vamos
em frente
atrás vem gente... !

É tempo de colher
o que se plantou
Traga o seu cesto!
Vamos encher os cestos
...
Tinha alguém lá em baixo
malhando o trigo,
um homem valente!


Marcos

Nova Estação



As cigarras                                                                    As formigas

Minhas                canções                   e                      poesias

Minhas                                  imagens                             refletidas

Nas                 águas                   da                minha            vida...

Minhas                       emoções                     incontidas 

E                Você...                     

meu              novo          canto            novo,    

meu         en     -      canto!

O meu canto e minha canção.

Meu-serviço-meu-trabalho-minha-vida,

minha-semente-de-vida-vivida-renascida-menina.

Minha vida de novo

Remida!








Marcos

terça-feira, 25 de outubro de 2011

10 dicas para escolher móveis para espaços pequenos



1. Móveis retos funcionam melhor. “Possibilitam encaixes nos ambientes. Prefira-os”, diz Jader Almeida.
2. Peças suspensas são sempre bem-vindas: elas privilegiam a circulação.
3. A melhor maneira de visualizar um móvel no ambiente é simular seu tamanho real. No chão, demarque as medidas com jornal. Observe se sobra área para os outros móveis.
4. Escolha elementos que possam mudar de lugar. O banquinho que está na cozinha deve servir para a sala, para a área de serviço etc.
5. Pense na decoração alinhada ao seu dia a dia, e não às ocasiões especiais. “Não faz sentido uma mesa enorme, que ocupe metade da sala, para um lugar onde vivem duas pessoas. Quando o número de convidados for grande, improvise”, afirma Marcus Ferreira.
6. Em busca de leveza visual, prefira as peças que misturem poucos materiais. “Se o ambiente é pequeno, o ideal é que os móveis nem sequer sejam notados”, diz Jader Almeida.
7. Não compre tudo ao mesmo tempo. O ideal é partir do móvel maior. Os demais vêm depois, se sobrar espaço.
8. Peças dobráveis e empilháveis são as grandes aliadas das metragens reduzidas. Dê preferência a elas, desde que o conforto e a estabilidade sejam preservados. “Não adianta ter uma mesa dobrável que chacoalha durante o uso”, explica Fernando Jaeger.
9. Tenha poucos móveis. Não cabem o sofá nem as poltronas? Fique apenas com o sofá – um que você ame.
10. Opte pela ocupação horizontal, e não vertical. Quanto menos preenchida estiver a parede, mais respiro tem a decoração.


Revista Casa & Jardim

Brincando depois da chuva...



Bom dia,
É muito bom se sentir e se saber querido, amado, preciso...
E voce é assim, precioso. rs
A amizade trás pra gente abundantemente muitos qualificativos bons...
Tenho desfrutado e extraído o melhor que sua aproximação

e troca de mensagens poderiam me dar. Como já lhe disse antes, retomo aos tempos em que escrevia cartas e trocava notícias com amigos distantes... Era delicioso
ver o carteiro depositar uma carta na caixa do correio, e quando acontecia de virem varias cartas de lugares diferentes, então o apreço era dobrado!

Você me fala quase sempre de cansaço e estresse, você não conseguiria um tempinho pra separar para uso exclusivo seu? Um momento em que nada, celular, telefone, agitação, preocupação ou qualquer outra distração, a televisão  desligada e você pudesse estabelecer um tempo para trabalhar sua própria energia.

Um livro já serve, um trabalho manual também já ajuda, nessas
horas até um quebra-cabeça pra montar, um joguinho de paciência...


Testar uma receita especial que combine com o seu gosto e paladar, que realce pequenas regalias que se dê a si mesmo.
Comigo, tenho posto de parte, algumas atividades e saio á pé, ando uns oito a dez quilômentros e volto para casa, á noitinha, ou depois de ter feito um lanchinho e já aí pelas oito da noite saio e retorno depois das dez...
A cidade se comporta de modo mais ameno a essas horas, as pessoas, o tráfego, a própria vida, com sua agitação
demasiada e impaciência do transito, tudo fica mais calmo, tudo mais tranquilo, a paisagem noturna aguça uma certa calmaria dentro da gente.


Depois tem feito umas noites tão fresquinhas, depois de um dia de chuva, tudo ainda húmido, tornando ainda mais gostoso
o tempo separado para caminhar e encher os olhos com tudo o que se vê por aí, quando estamos á pé... Uma lua que se esconde e se mostra enamorada por trás das nuvens...
um cachorro que nos segue por algum tempo no caminho, pessoas que na curiosa história de suas vidas nos leva a imaginar como seria... Casas iluminadas e o movimento de vida dentro delas... Jardins exuberantes e outros que mesmo mal cuidados exibem espécies raras, lindas no seu colorido e forma exótica... Encontro nessas caminhadas também alguns objetos
que as pessoas jogam fora e que eu transformo em arte. Um reaproveitamento do que foi descartado! Como disse noutras vezes, aboli televisão... Agora vejo o mundo como os seus olhos
ou com os meus próprios acompanhando notícias pela Internet... 


No sábado fui buscar as crianças, prevendo que iríamos brincar e nos divertir juntos postei uma mensagem no blog falando que eu iria voar e brincar... brincamos á valer. Elas ganharam de presente do dia das crianças entradas para um jogo de boliche, adivinha quem ganhou em disparada?
Claro que tive de ouvir que minha vitória era sorte de iniciante, mas ... risos. Mas fiquei ouvindo apenas
sorte e vitória... risos

Depois fomos a um shopping, e de volta pra casa, loquei uns filmes na locadora e acertamos em cheio na escolha, fomos para cama já bem tarde, comendo pipoca, bolo de chocolate e com direito a clima de festa...No domingo, acordamos depois das nove da manhã, estava previsto que  com a ajuda de um amigo, o jardim e o quintal deveriam ser limpos do excesso de folhas secas... ensacamos uns quatro sacos enormes e os puxei para fora dos
portões para prefeitura levar embora... Ufa! Ficou tudo limpinho e com cara de bem cuidado.

Fiz um almoço que cai bem na aprovação das meninas, o amigo ficou para almoçar conosco...
Mais tarde um outro amigo ligou dizendo que havia musicado uma das mensagens do blog, pensei que fosse de brincadeira, não era, ele veio munido de violão e musica pronta pra nos ensinar a cantar a nova canção... Tomamos sorvete juntos... e o dia passou colorido! Fomos no final do dia a um parque ver uma apresentação de teatro infantil. Aliás Goiânia está bombando com manifestações culturais e artísticas todos os dias!

Depois de novo shopping, lanches e de volta pra casa, as meninas quiseram rever o filme de que mais gostamos daqueles que foram locados, então, outra sessão noturna seguida de pipoca, lanchinhos...
Ontem foi feriado por aqui, aniversário da cidade de Goiânia, mais um dia para estarmos juntos e fazer festa por qualquer motivo nem que seja pra comemorar aniversário de boneca! Rs
Estou contando tudo isso pra lhe dizer que umas coisas simples como sair á pé ou abrir e fechar os olhos para escrever uma poesia, faz uma diferença enorme no dia a dia. Armei um balanço na varandinha dos fundos de casa, um momento bom, quando "voando" brincando, me refaço das rudezas e severidades da vida adulta!
Para comprar o móvel para tv, leve as medidas da sua sala, peça ajuda para quem te atender na loja, mostre as medidas da parede onde o rack vai ficar, tente neutralizar o efeito do móvel na sala, se ele não for de todo a estrela da decoração, deixe que ele passe despercebido, sirva apenas como bom apoio para aparelhagem
de som e tv. Use cores claras num ambiente pequeno, deixe o colorido para os adornos e objetos que vc pode trocar de lugar eventualmente. Eleja uma poltrona confortável, com um pufe, faça daí o seu cantinho preferido somando prazer á atividade escolhida, seja para ler, seja para assistir tv... Compre um quadro interessante, se não dá pra investir em arte, uma gravura serve, até um tecido de trama diferente, irreverente, de bom desenho ou colorido forte já serve para dar um ar diferente á casa, basta mandar emoldurar e pronto... Visite sites de decoração alternativa, há coisas surpreendentes e boas sacadas! Vamos viver melhor!
Hoje, agora já bem cedo, recebi ligações me convocando ao trabalho, depois do almoço o ritmo continua,
vamos a isso...
Boa semana pra vc também,
Tudo de bom,
Vamos nos falando... Abraços

Marcos

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Goânia



Minha
mãe teve de me liberar
pra eu ir para o outro lado do mar
e eu fui,
depois voltei
e fiz deste lugar
minha vida
meu lugar de história
minha história de vida contada e escrita aqui
nesta cidade
Feliz-Cidade
meu habitat natural.

Feliz Aniversário Goiânia Querida!


Marcos

sábado, 22 de outubro de 2011

Vou voar...




Inventamos
na vida
Mil maneiras de
se balançar ao vento
e Voar...

E voamos
de mentirinha
de verdadinha
é só fechar os olhos e
brincar,

Afinal,
quando criança
a gente brincava
e tudo no faz de conta era real.

Vou brincar...


Marcos


Conheça o museu da árvore, na Suíça


Alguns colecionam obras de arte. Outros, como o paisagista suíço Enzo Ena, colecionam árvores. O profissional de 47 anos ganhou notoriedade quando, em 1998, recebeu a medalha de ouro do Chelsea Flower Show, a mais famosa exposição de paisagismo do mundo – e chamou a atenção do príncipe Charles, da Inglaterra, com quem, dois anos depois, desenvolveu uma linha de móveis para jardim.
Há 20 anos, Enea vem coletando árvores dos países onde trabalhou, como Japão, Alemanha e Itália. Em junho do ano passado, transformou sua coleção no Enea Tree Museum, o seu museu da árvore particular. Nem tão particular assim.


A área, de 75 mil m², reúne 2 mil árvores – algumas delas com mais de 130 anos – de cerca de 200 espécies. Antes, no local, ficava um monastério do século 14, em Rapperswil-Jona, pequena cidade localizada no final do lago Zurique, na Suíça.
Embora não seja um museu no sentido oficial da palavra, o Tree Museum mantém o caráter de uma instituição permanente, a serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, e aberta ao público. “Para mim, árvores são obras de arte naturais”, diz o paisagista. “E trata-se de um museu porque é uma coleção cujas ‘peças’ devem ser conservadas como patrimônio da humanidade.” (JENNIFER GONZALES)






 




 



Fonte: Revista Vogue

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

É Primavera!



Faça seus arranjos durarem por mais tempo. Para as flores ficarem fresquinhas, a receita é usar algumas doses de spray de brilho, à venda em lojas especializadas, seguidas de borrifadas de água. A dica é do florista Vic Meirelles
Ricardo Corrêa / Casa e Comida

HORTA NA LATINHA



 A falta de espaço e de dinheiro não é impedimento para quem quer ter temperos sempre à mão na cozinha. Esta horta, criada pelas arquitetas Joana Di Marino e Andrea Penna, é prova disso. As plantas foram colocadas em embalagens de leite e chocolate em pó reaproveitadas e fixadas na parede com cabos de aço. “Faça os furos em uma altura que impeça o vazamento da água, na hora de regar”, explica Joana. “Aqui, escolhemos ervas e temperos, mas dá para cultivar outras espécies, desde que sejam pequenas e leves”, completa.


Revista Casa & Jardim

Agrado satisfeito



"Agrada-te
do Senhor
e ele satisfará
o desejo do teu coração..."

Já pensou
se agradando
ele satisfaça

do meu coração

o desejo?


Marcos

Alcance



Se eu subir
até onde
preciso  
alcançar
o que quero
a mão
ou a vista,
Me darei por satisfeito encontrar.
Vou subir
até onde alcançar.
Como 
águia
no esconderijo do Altíssimo...


Marcos

Maranatha!






Chama
a vida
ela vem
Chama
a chuva
ela vem
 Por que você não vem?
Vem que vem!
Ora vem!


Marcos

Abraço amigo




Sinto-me
em casa
quando em casa de amigos
Com amigos
em casa
comigo.

No casa-comigo
de alguns amigos
Vive
o solitário em família...

Obrigado amigo
Família comigo
Amando comigo
Amigo.


Marcos

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Recicle os móveis antigos, em vez de descartá-los

Em vez de se livrar daqueles móveis e objetos de decoração antigos, transforme as peças com adesivos, colagem, pintura ou tecido. Aprenda quatro técnicas e inspire-se!

Por Gabriela Pestana
Sabe aquele sofá com o tecido desgastado ou aquela cômoda que não combina com nada? Antes de decidir jogar as peças no lixo ou passá-las adiante, tente personalizá-las. O resultado é surpreendente! Sabe aquele sofá com o tecido desgastado ou aquela cômoda que não combina com nada? Antes de decidir jogar as peças no lixo ou passá-las adiante, tente personalizá-las. O resultado é surpreendente e dá um toque exclusivo à decoração!

Tatuagem que imita pintura
Parece pintado, mas o banquinho customizado pela artista plástica Vera Souto passou por uma espécie de découpage. Com um lápis, a artista fez o molde e três artesãs colaram tecidos sobre a peça usando uma técnica que elas chamam de “tatuagem de objetos”. Por último, vem o acabamento em resina, que protege o móvel de sujeiras, mas não cria uma impermeabilidade.

A idéia de Vera é fazer uma releitura de peças comuns que ganham um novo visual. “É preciso muito pouco para se ter um móvel diferenciado. O bacana é não ter medo de experimentar”, afirma a artista plástica. Após a reforma, a peça tem dupla função: ora é banquinho, ora é mesa de canto.

Carlos Cubi e Marcelo Magnani
Sem acabamento, o banco passava despercebido pela decoração da sala até ganhar a colagemde tecidos feita pela artista plástica Vera Souto. Agora funciona como mesa de canto e banquinho


Pinceladas suaves
Com alguns tons de verde e lavanda, as profissionais criaram uma linguagem romântica para a pintura feita à mão com tinta acrílica. Estampas de gravataria, motivos florais e poás deram um toque delicado ao acabamento. “Nossa idéia era não esbarrar na mesmice”, diz Lili.

Mesmo com mais de 20 anos de uso, a cômoda e o criado-mudo de laca branca estavam conservados, mas a decoradora Elisabeth Rodrigues resolveu remoçá-los. Os móveis do quarto de sua filha, Luciana, passaram por um repaginação sob o comando do ateliê Lili e Liat Pinturas. “Sugeri que a dupla usasse como referência a cor lavanda de uma colcha matelassada que eu trouxe de uma viagem aos Estados Unidos. O resto ficou por conta delas”, conta a decoradora.



Carlos Cubi e Marcelo Magnani
A colcha matelassada na cor lavanda inspirou a pintura da antiga cômoda. As irmãs Lili e Liat pintaram à mão as flores na frente do móvel e os poás nas laterais

Carlos Cubi e Marcelo Magnani
O criado-mudo antigo teve o tampo lixado e recebeu a pintura inspirada numa estampa de gravataria. Os puxadores foram pintados com os mesmos tons de lavanda e verde

Revista Casa e Jardim

Pássaros – de mentirinha – no lustre



Criatividade não falta na casa da montanha, refúgio do arquiteto Ricardo Caminada. Um bom exemplo disso é o lustre sobre a mesa Saarinen, que divide o espaço entre a sala e a cozinha. O pendente foi feito com tela de galinheiro e pássaros de tecido, comprados em Buenos Aires. Uma ideia simples, barata e inspiradora para deixar a sua casa exclusiva!


Revista Casa e Jardim

Conheça a história de Immaculée Ilibagiza, sobrevivente do genocídio de Ruanda em 1994



Por quanto tempo você aguentaria lutar pela sua vida? Uma hora? Um dia? E se fosse preciso passar três meses em situação extremamente precária e desumana, você perdoaria quem lhe fez tais atrocidades?


A história de Immaculée Ilibagiza é quase inacreditável. Quase, já que a ruandesa sobreviveu a um dos maiores genocídios da história e veio até o Brasil dividir sua experiência e mostrar como a fé e o perdão podem transformar a realidade de uma pessoa. Sim, ela perdoou os assassinos da sua família, muitos deles seus amigos de infância.


A estudante de engenharia estava na Universidade Nacional de Ruanda quando estourou o conflito entre as tribos tutsi e hútus, em 1994, que até então conviviam pacificamente. De volta ao lar, viu vizinhos e todos que conhecia morrerem pelas mãos uns dos outros. Seus pais e irmãos foram massacrados.


Para Immaculé, toda sua trajetória serve de exemplo para uma comprovação: o poder do amor. “Só assim pude perdoar aqueles que me fizeram tanto mal. Eu pedia perdão todo dia a Deus e pedia para aprender a perdoar. Quando saí do banheiro e consegui fazer isso, tirei uma mala muito pesada das minhas costas”.


O banheiro a que Immaculé se refere foi seu refúgio por 91 dias. Ela foi a única da família a sobreviver, ajudada por um pastor da tribo hútus. O cômodo, de apenas um metro por um metro e vinte, aproximadamente, foi abrigo de mais sete mulheres. Durante todo o tempo, elas não podiam falar e se alimentavam das sobras da família do religioso. “Em um dos dias, vi um grupo de pessoas chegarem até a casa do pastor para ver se estávamos lá. Achei que eram milhares, mas ele me contou depois que eram 'apenas' 300 homens. Entre eles, muitos amigos meus, agora vestidos com folhas de bananeira e adereços na cabeça, como verdadeiros demônios, cheios de ódio. Eu não podia entender aquilo”, relata ela.


Ao sair de lá, com 23 quilos a menos, ela tinha aprendido inglês no cativeiro, onde passava os dias imersa em orações. Em meio ao caos, percebeu que precisaria transformar sua vida. “Eu pedi ao pastor um livro de inglês para poder aprender, assim como aprendi o francês”, explica ela. Quando conseguiu sair do local em segurança. Immaculé foi para um abrigo e conseguiu emprego na ONU, Organização das Nações Unidas.


Atualmente, viaja o mundo contando sua história de superação e esperança. O livro “Sobrevivi para Contar” já foi editado em mais de 15 países e virou best-seller em vários deles. Ela também recebeu importantes homenagens,como no “Michael Collopy de Arquitetos da Paz”, projeto que também homenageou Madre Teresa, Nelson Mandela e Dalai Lama. Recebeu o título de doutora honoris causa da Universidade de Notre Dame e da Universidade de Saint John, além do prêmio International Gandhi Peace Prize em 2007.


Compreendi que minha batalha para sobreviver seria travada em meu interior. Se eu perdesse a fé, não sobreviveria”, afirma Immaculée.
http://msn.bolsademulher.com/mundomelhor

Reparação




Todos
queremos
as coisas
perfeitas,
quase sempre
dificultamos
lidar com as imperfeições
...
Quem aceita tolerante o próprio imperfeito?
Quem aceita bem o imperfeito alheio?
O meio
O feio,
recheio
Receio,
Quero haver disposição
para aceitar
bem aceite no perdão
qualquer imperfeição
Reparada
no espelho.
No meu
No seu...



Marcos

Reparo



Repare,
Se
você não
puder fazer caso
da minha
reparação,
eu me rendo,
não tenho defesa
suficiente em mim mesmo.
Apelo!

Mas se puder reparar
repare
ou me dê a chance de eu reparar...
E fazer acontecer.
Reparo entre nós
Reparos em nós..




Marcos

Busca





Pareces
tão longe
do meu alcance
tão próximo do meu caminho
cruzo olhares
contigo
e
porque não fixo?

Porque penso sempre
em voltar ao caminho que me fascina
a expectativa de achar
outro olhar?
Me domina,
...
!
Será que não me satisfazes
as pazes comigo mesmo?

Guardei de novo o coração...

Pra onde estou olhando?

"o que é que eu procuro afinal...?"!



Marcos

Intervenções





O médico
usa um bisturi
pra salvar uma vida,
A bailarina
usa o corpo
pra expressar um movimento,
O artista
usa o sonho
pra eternizar um feito
o Amor se utilizou
de ti pra me fazer refeito!



Marcos

Escritura


Olha,
Fica tranquilo
e o que há de ser
Será...
E será contigo
conforme está escrito
Quem pode
impedir de vir
o que será?
Nada de fatalismo
Apenas o que está escrito
O que há de ser será,
o Não
Não será!



Marcos