domingo, 19 de fevereiro de 2012

Tanto mar, tanto mar...







O homem visionário
viu o mar
olhou no céu o horizonte
e resolveu atravessar
curioso de outras terras
conhecer
outra gente encontrar
outra porção abocanhar
vida encontro-despedida
nem triste 
nem alegre
expectativa
lá outro braço de mar
alguma lágrima salgada
á maresia misturada
consternada
outra lágrima a rolar
teria eu salgado também o coração?
fosse emoção
um sentimento bom
uma saudade boa
completamente voa
gaivota
gaivotear um novo amor
um estrangeiro de além mar
...
É que toda história pede
ao fim da história
outra história contar...






Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário