sexta-feira, 29 de junho de 2012

politicamente correto








De tanto
tentar ser quem eu seria
quem eu era se perdeu no tempo
e até deixei de ser quem fosse
sem futuro
quem eu era
sem essencia
ou desvelo
meus sabores artificias
meu colorido isólito
se dissolveram
deretidos
aguados
e me atentei pro sabor de fruta
escondido
no beijo sem aditivos
prevalecido
...
ficou mais fácil assim
talvez menos acessível
ao desgosto
por certo
mais correto
isso estou...


Marcos Segala

sobrevoo apaixonado






Tudo foi tão
rápido
tão leve
logo
voamos acima do caminho
legas
vegas
legas é só uma palavra que lembrei
inventei
sei lá
havia sempre
tantas palavras
legas
que mais
uma
uma a mais
sobre nós
dois
quase diria tudo...


Marcos Segala

quinta-feira, 28 de junho de 2012

todo derretido






Frio
de gelo
degelo
com todo esse
calor de fogo em mim
encalorado
de ti mesmo em mim
aquece
derrete
delete
esse frio em mim...


Marcos Segala

espelho, espelho seu...




Você
na multidão
minha amiga
essa imagem
sua vista
de si mesma
sua imagem
lhe intimida
"existe alguem mais bela do que eu?"
Existe,
como existe o mais feio
                       tão feio
                       tão bonito
                       mais bonito
mas diz o espelho
por si mesmo
não existe ninguém como você
vejo
valor único
reconhecido
reconhece
Ninguém há como você!


Marcos Segala

Tudo em flor






Minhas flores
tuas flores
nossas flores
espalhadas
pelo jardim
de nossa casa
e pelas ruas
da cidade
flores em todos os jardins
amores
pois toda flor que vejo
te vejo
flor...


Marcos Segala

Grito




"O verdadeiro
amor
não fala
grita..."

quarta-feira, 27 de junho de 2012

significo






Antes
eu andava
muito longe de saber
o que poderia significar
exatamente, salto alto,
agora 
confirmo
reconhecido
acredito
ter saltado longe
como flecha polida
nas mão do arqueiro
arremesso...



Marcos Segala 

meu bem









Todos os meus bens
contigo
e o que mais me alegras
receberes de graça os bens que te dou
os que te ofereço
os que te alcanço com zelo
os que me tens ao seu alcance
todos os meus bens que me tens
e
benefícios feitos
beneficiando a ti com os bens que me tens
beniciado seja o bem que te dou
o que me pões no peito por ti
quando bem
me ofereces Todo o bem que te tem...


Marcos Segala

segunda-feira, 18 de junho de 2012

despertar







Vi outras esquinas
e outras
eras
outras janelas
luas açucaradas
e sua mão estendida
Na minha boca
o silêncio
você não queria palavras
um abraço
um toque nos lábios
um olhar profundo
um sorriso calmo
e todo o tempo do mundo acordado...




Marcos Segala

recomeço





Vi
a minha vida
virando a esquina
uma extensão de mim mesmo
adquirida
Depois
retornou
marota e enamorada
renovada
exibida...
Tinha um brilho novo
como um enfeite
nos olhos 
menino
refletido
á frente
um palmo 
do meu caminho...
Vi um colorido despretensioso
adentrar os meus olhos
por inteiro 
e a minha casa de novo
ensolarada no inverno...




Marcos Segala

domingo, 17 de junho de 2012

plenitude







Já fiquei sem nenhum centavo no bolso
nada na bolsa
nenhum vintém
nada no armário
ou na dispensa
vazia...
e a geladeira
uma fonte luminosa
de água fresca
e luz acesa...
ri
do tempo da escassez
apenas 
detido ao seu riso
cercado do meu riso
me fazendo crer
que ainda tinha 
tudo ao seu lado...




Marcos Segala



sábado, 16 de junho de 2012

Erupção, um vulcão







É que,
nossos toques 
são sutis
nossos olhares
atravessam nossa roupa
nosso desejo 
arrepia nossa pela exposta
então
eu nem me importo 
no imposto da sua discrição imposta
abro mão do compromisso
em que foges tanto
já te tenho enebriado
quanto te tenho perto
assim
nossos olhares atravessam nossa carne
nosso desejo
revela algo que só vejo
quanto te tenho perto...




Marcos Segala

passando á limpo





Varri

as folhas secas
juntei num saco
e foram postas fora
como lixo 
na porta da rua
Não havia nenhum apego
àquelas folhas velhas
ressequidas
deveria?
Os dias que passam
secam
e se amontoam
rodopiando 
ao vento frio 
nos quintais do tempo
Folhas se renovam
num dia novo rompendo
anunciando
o vigor que cabe dentro
do novo que está por vir...
Aguardo
resguardo
ver tudo se desdobrar
como antes
o novo se redobrando
sem nunca ter estado pronto
e acordado
apenas novo
inovado no lugar do velho
revigorado...


Marcos Segala

o meu amor









O meu amor
tem lábios 
de silêncio
e mãos de bailarina
e voa
como o vento
voa
e me abraça
onde a solidão termina
O meu amor
tem trinta mil cavalos
a galopar no peito
e um sorriso único
nosso compartilhado
que nasce 
quando ao seu lado
me deito
pra lhe falar de amores
que sinto e faço
junto ao seu peito...




Marcos Segala

Metade









Inteiro 


sou ao seu lado


longe


sou só metade!




Marcos Segala