domingo, 5 de julho de 2015

Bolhas de sabão








Como expressar em palavras o que sinto,
o que vejo em minha mente por si só,
deveria expor facilmente o que escrito está no coração
e que me sobe á boca balbuciando as palavras coloridas soltas no ar como bolhas de sabão...
Prontas que estão pra lavar dos olhos toda lágrima;
Quero que elas possam ir ao teu encontro como que,
ecoando pelo ar até aí ao pé de ti... Te falaria ao ouvido num sussurro definido...
Atravessaria mares,
ares,
vales,
Jales,
sares o teu coração espelhado do meu,
do que sinto por ti ... Saudades!
Sabes,
sempre o terei em mim,
por mais que tempo passes, não passo...
Por mais que não te abrases, abraço...
Por mais que não me notes, anoto...
Por mais que os dias passem, vigio...
Permaneço

Marcos Segala

  


















Nenhum comentário:

Postar um comentário