quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A lua girou...






A gente nunca sabe
nunca prevê
nem mesmo felicidade
antecipada
alegria
olhar alí na esquina
o que vai acontecer
que quebre a rotina
num momento
e os câmbios da vida
que câmbios virão
represado de emoção
céu de deslumbramento
transbordando
me transbordando
e você transbordado
lua girando no céu
e o travesseiro dos seus braços
a lua girou, girou
e os frutos derramados na canção
bendito o fruto prometido
nova estação
na boca um gosto de sal
um momento inesquecível
nem sabia ser possível
na graça, na raça, no sonho sempre
quem traz no corpo essa marca
possui a estranha mania de ter fé na vida
mistura dor e alegria
no travesseiro dos meus braços...


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário