sábado, 22 de outubro de 2011

Conheça o museu da árvore, na Suíça


Alguns colecionam obras de arte. Outros, como o paisagista suíço Enzo Ena, colecionam árvores. O profissional de 47 anos ganhou notoriedade quando, em 1998, recebeu a medalha de ouro do Chelsea Flower Show, a mais famosa exposição de paisagismo do mundo – e chamou a atenção do príncipe Charles, da Inglaterra, com quem, dois anos depois, desenvolveu uma linha de móveis para jardim.
Há 20 anos, Enea vem coletando árvores dos países onde trabalhou, como Japão, Alemanha e Itália. Em junho do ano passado, transformou sua coleção no Enea Tree Museum, o seu museu da árvore particular. Nem tão particular assim.


A área, de 75 mil m², reúne 2 mil árvores – algumas delas com mais de 130 anos – de cerca de 200 espécies. Antes, no local, ficava um monastério do século 14, em Rapperswil-Jona, pequena cidade localizada no final do lago Zurique, na Suíça.
Embora não seja um museu no sentido oficial da palavra, o Tree Museum mantém o caráter de uma instituição permanente, a serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, e aberta ao público. “Para mim, árvores são obras de arte naturais”, diz o paisagista. “E trata-se de um museu porque é uma coleção cujas ‘peças’ devem ser conservadas como patrimônio da humanidade.” (JENNIFER GONZALES)






 




 



Fonte: Revista Vogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário