sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A cigarra e a formiga


















A cigarra ainda não cantou bastante
pra cair chuva 
dos céus pedido
- chove chuva pediu a formiga,
sedenta de sede
pedia...
A cigarra ainda tinha
voz gigante no ar
canta na garganta molhada a oração
chovia sobre a terra
o que ela tinha na voz e coração...

Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário