segunda-feira, 17 de setembro de 2012

supervisão


Que me viesses
então 
em sonho
em asa aberta
borboleta
avião
sobre as águas do oceano
navio
embarcação
me venha
ao pensamento
num momento
sem esforço da lembraça
aglutinada
do teu rosto
vívido
claro
pleno
rompendo a manhã
na tua volta
vens
espero
venha...


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário