segunda-feira, 13 de maio de 2013

Anos Dourados







As sementes germinaram
Despontaram
Prontas para ser árvore
Frutífera no fundo do quintal
As flores por sua vez
Exibiram-se em fruto
No tempo devido
E lá dentro do fruto
Há sementes de novo...
Minhas meninas cresceram depressa
E o tempo passou num segundo
Vamos marcando os centímetros
Acrescidos com entusiasmo envelhecido
Fui ficando contente hoje ao longo do dia
As mensagens de felicidades
No aniversário
Denunciaram no Facebook
Que cumpri mais um ano de vida
Tive outra entrevista de emprego
Ligações entusiasmadas
De felicitações desta vez no celular
As meninas ligaram também
E as suas mensagens repetidas
Encheram-me de alegria
Ontem era o dia das mães
Hoje é o meu dia
Numa segunda feira cheia de expectativas
Tomara uma resposta de emprego
Me servisse de presente
Eu devia estar contente apesar de tudo
E a lembrança de te verei mais tarde
Encheu-me de alegria
Dediquei um momento ás lembranças
Longínquas
Festa, amigos e balões
Entusiasmo em volta do bolo e velinhas
Nostalgia
Vou contando os anos
De novo e mais uma vez ainda
Aprendendo a contar os meus dias
O bolinho confeitado vai ficando
Cada vez menor
E a quantidade de velas cada vez maior
No canto do meu riso cabe
Uma poesia pendurada
No canto da poesia
Cabe o seu sorriso ainda...

Marcos Segala



Nenhum comentário:

Postar um comentário