quinta-feira, 16 de agosto de 2012

colírio






Lacrimejei os olhos
marejei
de tudo o que vi
chorei
por tudo o que não vejo mais
o que hoje
me enche os olhos
não é água de rio
não é mar
nem chuvisco é
neste tempo seco
sequidão
o que me molha os olhos
são seus olhos
vejo
limpa as vistas
e a visão...


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário