quinta-feira, 16 de agosto de 2012

leito de rio






Passa por meu leito
peito
um devaneio
toda essa água
que desagua
destinada ao mar
dos olhos da minha vida
aguaceiro
um oceano
tendo o bem em mim
o bem que é em si
tem-se em si mesmo
de ti pra mim
de mim pra ti
compartilhado
ao meio
meu leito
um fio de vida
margeando viva
água-dentro
encontrando o mar
inevitavelmente
desaguar...


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário