sexta-feira, 17 de agosto de 2012

nos parques perto de casa







Cada vez mais
em mais dias
abraço fins de tarde
junto á margem
de um curso d'água
barulhento e festivo
tranquilo
desse anestésico rio
e quando cai o dia
já frio
me envolvo cálido
no hálito da noite
e descaso compromissos
de voltar a casa
cedo
esqueço
a tv e as notícias
temerosas
violências
desconfio da maldade
dos homens
existe
e retorno quando chega
a hora
em que o meu corpo pede
o aconchego
bonito
do meu quarto
minha cama
tempo de estio...
felicidade


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário