segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Me chama que eu vou





Não toque
Não pegue
Não coma
Não faça
Não seja
Não veja
Não diga
Não pense
esteja...


Hoje sei
que a cadeira
e as muletas 
não são minhas
são deles
deles são
e sejam
todo o arsenal de paralisia
que me impuseram ao longo da vida.


"Levanta e anda!"


Levantei 
e andei
e não parei...






Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário