domingo, 19 de fevereiro de 2012

navegar é preciso, viver...







Parto
meu barco
arranha o cais
rumo ao horizonte
logo de manhã,
um rasgo de visão
inédita
se abre em meu caminho
"por este caminho que se abre agora
nunca foste antes"
Quem diria 
acordar
embarcar
apontar longe o rio
águas vindo 
me levar ao mar,
terra á vista
outra história pra contar
e contaria
embarcaria
apontaria noutra direção
hora de partir atravessar
outra história pra contar
esse,
nunca
foi caminho onde eu tenha ido.




Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário