sexta-feira, 25 de maio de 2012

singeleza



Essa beleza toda
mato
folha
verdura renovada
passinho
lagartas
caramujos
pequenos insetos
mosquitos
libélulas
borboletas
joaninhas
flores dia a dia surgindo
surpresa colorida
exibida
bem-vinda
uma beleza estende os galhos
braços em direção á minha janela
outra abriga um ninho
uma abre as asas
outra abre o bico
uma ao sopro do vento
balança quase desprendida
outra ao sabor do vento
ensaia um voo lento
umas incheridas cortadeiras
varredouras
outras replantadas
trasplantadas de outro jardim feliz
refletem a beleza árida jardinada
frágeis
pedras
flores do meu jardim...


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário