segunda-feira, 12 de março de 2012

desenfeitar









Fui desde menino
literalmente posto em treinamento
por escolas e afins
a transgredir e me rebelar contra
as peles que me vestem as peles
da minha existência...
Na educação e civilidade
fomos aprendidos a lidar com 
nossas rivalidades vorazes 
esses animais ferozes 
que domesticamos naturalmente
dentro e fora de nós mesmos...
E nos compomos vida a fora
por inteiro
no modismo que nos é ensinado
como sina
como compasso acertado
na contra-dança do medo.
Para uma aceitação conveniente
social
vamos possuindo orelhas borborelhas
recriadores de nós mesmos
na nossa história de vida... 
Enfeitados
O que seríamos se não fosse 
o toque da civilidade
reconhecidamente presente
no homem cidadão dos grandes centros?
Do contrário,
seria eu um aborígene brasileiro
um desletrado
animalizado
naturalizado homem sem a intervenção
da civilidade
se dessocializado fosse
todos nós em
pedras brutas
tornados diamantes
esfoliados
lapidados na essência civilizar...




Marcos Segala



Nenhum comentário:

Postar um comentário