domingo, 25 de dezembro de 2011

Facetas da Vida






A minha vida
Parece ter sido
fatiada
estendida
discorrida
em muitas vidas
que fazem sempre 
que a minha vida dantes conhecida
não me seja mais reconhecida
minha a vida.


Que vida enriquecida!
Tanta vida em minha vida
Sete vezes sete vidas já vividas
e essa que vivo agora nem parece
minha vida.


Vida fotografia
Imagem refletida colorida
traço de memória esculpida
Seria mesmo minha
toda essa vida já vivida?


Sinto-me como se um menino eternamente
conduzido por um homem adulto já
me levasse por destinos multiformes todo dia
e os cenários em mutação
e eu tomado pela mão
gentes, países, lugares,
algares profundos bem dentro de mim...


Fossem outros de mim mesmo em épocas
distantes
num retrospecto que faço eu menino homem já
Será mesmo que eu estava lá?


Onde está a minha mãe, 
meus irmãos aonde estão?
Tenho pátria, matria mãe gentil que me pertence? 
Brasil?


Viajei mundo a fora
molhei os pés em outro mar
provei do sal de outros lares
e me imprimi na história de todos eles... 
Eles impressos em mim
como quem sai para ver o que está reservado
para além do horizonte...


Pois que mesmo ilhado 
em porto seguro onde agora me encontro
encontro-me desbravando lugares inéditos 
que não me foram ainda
E
mesmo aqui
sem sair do lugar
como se buscasse incansável
vida que se apropriasse minha 
a vida. 


Estendida outro mar alcançar...


Amei e quis amar
como se o amor fosse a última vez de amar
me debrucei estrada afora desse amor
e me enchi de fé, de luz e de ternura, amei
de novo como se não fosse outra vez amar...


Será mesmo que cada idade vivida
foi uma idade estendida
Uma Vida Concedida?


Ah,

minha 
vida!


Super vida
Suprida
Sobrevida
Sobrevivida...






Marcos













Nenhum comentário:

Postar um comentário