quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Estranheza liberdade







Não sei,
Acho que não sei lidar 
ainda
com essas asas todas


Parecem tão exibidas
Coloridas


Estendidas


Parecem exuberar
em mim
num desajeito


Estou confuso
e ás vezes 
um pouco atordoado


Exagerado


Intimidado
Como uma estranha criatura


Uma nova criatura livre
Renascida...






Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário