terça-feira, 1 de novembro de 2011

"O essencial é invisível aos olhos"






Lembra-se da estória em que um patinho feio
se transformou num lindo cisne negro?

Pois é, nem tudo na vida é claro e legível...

Algumas coisas são mesmo escuras ao entendimento.

Os diamantes e as pérolas
estão guardados nas profundezas dos mares
ou engastados nas profundezas das rochas...

Mas o claro-exposto-possível-visível
é só obtido dentro de nós mesmos
Onde mora o reino...?

Nós é que sabemos
de que espécie nós somos
de que material somos feitos.

Podemos nos livrar das amarras e nos tornar
belos cisnes...

Ou
nos amargar deturpados
perturbado e feridos
aflito e agastados
tornados num abutre amargurado carniceiro.
1(a)
Triste figura!

A menina que levada cativa para casa de Naamã, o leproso...
Tornou-se para ele a mão amiga que lhe trouxe a cura!

A mão opressora estendida tornou-se branca como a alva.
Disopressorada! Desaprendida. Desprendida da lepra...

A menina não ficou detida na vingança ressentida que escraviza.
Estava livre pra ser quem era livremente a menina.
Isso só é possível quando o patinho feio se sabe bonito
independente do que pensam
dizem ou
fazem dele,
assim, o rótulo não muda a essência.

Seja visto na sua essência... menino,




Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário