sábado, 26 de novembro de 2011

Seguindo o seu curso destino



Você sabe
que não sabemos de todo
onde esse fluxo vai dar...


Não saberíamos de fato 
se por ele jamais tivéssemos passado antes,
Sem a área transversal do rio
Não teríamos ideia do Mar a chegar
Visão nenhuma se teria
a não ser da água abrindo caminho
entre as pedras
e a terra seca 
rasgando passagem e avançando inteira
um palmo de vista á nossa frente...
e se 
detida
empoçada
grande vazão se daria
Transbordaria...


Rompendo com impeto o caminho pelo chão


Ás vezes, 
como uma nascente
apenas fluindo devagarinho
como água que escorre pela mão
Estendendo vida, 
transpondo cercas
desbravando obstáculos
interrompendo os limites 
e interpostos adquiridos
afluentes
influentes
Conclusão,
Ao Mar então...




Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário