quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Meus oito anos





Para inaugurar
os meus oito anos
minha mãe incentivou-me
a decorar um poema:
"Meus oito anos"
Dos oito ao dezoito
e eu nem vi o tempo passar
Ou vi ?
Guardei o melhor do tempo...
Depois dos dezoito
muitos oitos já vieram já.
Reservei o melhor comigo
Todo resto me foi esquecido
E o presente
que me deste a conhecer de presente,
eu vivo.
O passado esquecido
o presente vivido...
E o tempo ido.






Marcos

Nenhum comentário:

Postar um comentário