domingo, 22 de abril de 2012

como se fora brincadeira de roda...




Um cano d’água estourou ali na esquina

Vamos brincar que chove sem chover

Corro ziguezagueando feito louco

Aproveita!

Logo vão querer deter a evasão

Descobri brinquedos gratuitos

Quando tudo falha e o caro fica escondido

Aproveitar o tempo quando há intempéries

Que nos entretém favoravelmente nos 0800

A vida é de graça não custa nada... 

Vem daí,


Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O mar da minha vida

Fui molhar os pés no dorso pleno do teu rio mar no meu caminho oceano molhei os pés as mãos a nuca o rosto então todo ...