segunda-feira, 23 de abril de 2012

reflexo








Na verdade a todo instante

Meu pensamento anda á volta

Com a tua imagem

Palpável intrínseca fantasiosa altaneira

De modo que eu nunca soube exato

Discernir

O quanto de ti mesmo está comigo

Ou trago em mim

Quando perto estejas

Ou quanto longe te deténs

Uma e outra coisa

É tudo a mesma coisa...



Marcos Segala

Nenhum comentário:

Postar um comentário